Qual a diferença entre Tender, Peru e Chester?

O Natal é uma grande oportunidade de reunir a família em um clima de fraternidade, troca de presentes, muita alegria e diversão. E nada junta todos esses elementos de forma mais deliciosa do que a ceia de Natal, uma refeição recheada de pratos típicos que geralmente não aparecem na nossa mesa em outras épocas do ano. Os três mais comuns são o Chester, o peru e o tender. Mas você sabe o que é um Chester? Acha que? Tender? tem a ver com a música do Elvis Presley? E o peru, é só uma galinha gigante? Como assar os três? Com o que servir? Temos as respostas que vão deixar o seu Natal mais delicioso.

Chester, a estrela brasileira

O Chester é praticamente um herói nacional, firme, forte e de peito estufado e coxas torneadas na mesa de milhões de brasileiros, fazendo a alegria do Natal. No entanto, quase ninguém sabe o que ele é, de fato. Um pássaro? Um avião? Nada disso. O Chester é um tipo especial de frango que foi selecionada para ter baixo teor de gordura, alto teor de proteínas e 70% de sua carne nobre concentrada no peito e nas coxas. Ou seja, é tudo de bom, em tamanho família.

E se ninguém nunca viu um Chester, é porque só a Perdigão tem. O nome não indica uma espécie de ave. A palavra, derivada de chest? (peito, em inglês), é marca usada pela Perdigão, que o trouxe dos Estados Unidos em 1979. Com sua carne macia e suculenta, o Chester já vem temperado, prontinho para ir ao forno na noite de Natal ou ser incrementado com sua receita favorita.

Para dar a sua cara que tal marinar a carne, cobrindo com água, sal, ervas, como alecrim e salsinha, e um pouco de suco de limão ou vinagre em uma vasilha? Um truque é usar um saco de assar – que você encontra com facilidade no supermercado – que garante que o tempero fique espalhado por toda a carne. Para manter o peito suculento, fica a dica: cubra essa parte- e apenas ela! – com papel alumínio por mais ou menos 1 hora (O ideal é não deixar todo o tempo de cozimento). Dessa forma, você desacelera o cozimento do peito, que pode ficar ressecado antes do resto do Chester estar pronto.

Para acompanhar, uma boa dica é uma tradicional farofa natalina, além de uma salada de batatas ou salpicão. Vai ficar uma delícia!

Peru, a tradição norte-americana

O peru é uma ave de grande porte, nativa da América do Norte e é tradicionalmente servida em dois grandes feriados nos Estados Unidos: o Dia de Ação de Graças e no Natal. Ele tem uma carne bastante saborosa, peito com carne branca e coxas mais rosadas.

Uma das coisas mais surpreendentes sobre o peru é o próprio nome da ave, que é praticamente uma salada de referências erradas de geografia. Quando os europeus encontraram os primeiros perus, acreditavam, incorretamente, se tratar de uma espécie encontrada na Turquia, por isso, o nome ? turkey? em inglês. O nome em português é derivado de uma confusão similar: ora pois, nossos antepassados portugueses achavam que a ave era trazida do Peru.

Assim como o Chester, o Peru Perdigão já vem temperado suavemente, pronto para receber seu toque especial, além dos miúdos, que podem ser usados para rechear com uma farofa espetacular. E para não perder o ponto do cozimento, é fácil: ele já vem com termômetro que avisa quando está pronto.

As dicas para manter o peru bem suculento e macio são parecidas com às do Chester. É importante deixar a carne marinando com temperos ou, pelo menos, na água com sal. Isso ajuda a impedir que o peito fique ressecado antes das coxas ficarem prontas. O sabor é mais marcante que o do Chester e a carne costuma ter uma textura um pouco mais rígida. Para acompanhar, nossa sugestão é apostar em uma farofa com bacon, saladas com maçã e molho com sabor mais ácido. As castanhas também podem completar, já que são uma tradição de Natal e encaixam muito bem com o sabor da carne.

O que, afinal, é um tender?

O tender, diferente do Chester e do peru, não é uma ave, nem é derivado de uma. Na verdade, ele é o pernil defumado do porco, ou um tipo de presunto. Geralmente em formato bolinha, o tender já costuma vir desossado e pré-cozido, mas ele fica muito mais suculento quando assado e temperado do seu jeitinho! Tradicionalmente, o tender é preparado com frutas ou marinado em outros ingredientes doces, como melado de cana, o que cria um contraste muito gostoso com a carne mais salgadinha do porco.

A farofa, especialmente se for temperada com bacon ou outro corte de porco, encaixa como uma luva como complemento do prato, que já tem um sabor relativamente complexo e variado.

Um é pouco, dois é bom? três é demais?

A resposta depende muito das preferências e do tamanho de sua família. O Chester acaba levando uma vantagem na nossa mesa porque, como é um parente do frango, é muito mais familiar ao gosto do brasileiro. O tender complementa bem como uma segunda opção para quem prefere carne vermelha ou quem simplesmente quer experimentar sabores bem diferentes na ceia de Natal. Mas, se as três opções forem muito para a noite do dia 24, que tal escolher uma para o almoço do dia seguinte e assim aproveitar todos esses sabores maravilhosos no seu final de ano? Hmmmm!

Fonte: Perdigão

Alcatra com broto de feijão e vagem

Ingredientes:

  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 2 dentes de alho amassados
  • 500 gramas de alcatra cortada em tiras
  • 3 xícaras de moyashi (ou broto de feijão)
  • 250 gramas de vagem em pedaços
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
  • 1/3 xícara de Água
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • 1 pimenta-dedo-de-moça cortada em rodelas
  • pimenta-do-reino a gosto

Modo de fazer:

Em uma frigideira, aqueça o óleo em fogo alto (200 ºC a 220 ºC). Acrescente o alho e frite por alguns segundos. Coloque a carne e refogue por 5 minutos ou até dourar ligeiramente. Junte a vagem e o broto de feijão e refogue por mais 15 minutos ou até ficarem macios. Adicione o molho de soja misturado com a água e o amido, misture e tempere com pimenta. Cozinhe, mexendo sempre, até o molho engrossar levemente. Retire do fogo, transfira para um prato e decore com a pimenta. Rendimento: 4 porções.

Fonte: Ana Maria Receitas – Ed. 368

 

 

Sanduíche de pernil

Ingredientes:

  • 1 pernil desossado (de aproximadamente 1,5 kg)
  • 1 xícara (chá) de suco de limão
  • 4 colheres (sopa) de MAGGI Gril
  • meio quilo de cebola em rodelas

Molho:

  • meia xícara (chá) de azeite
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • 4 colheres (sopa) de vinagre
  • 1 tomate picado
  • 1 stick de MAGGI Meu Segredo
  • 12 pães francês

Modo de fazer:

Fure o pernil com uma faca, tempere com suco de limão e Gril MAGGI® e deixe tomar gosto por cerca de 1 hora. Coloque-o em uma assadeira, cubra com papel de alumínio e leve ao forno médio-alto (200 °C), preaquecido, por cerca de 1 hora e meia. Retire o papel, junte a cebola e deixe o pernil por mais cerca de 40 minutos, regando de vez em quando com o caldo que se forma no fundo da assadeira. Retire do forno e fatie. Molho: Para fazer o molho, misture todos os ingredientes e leve à geladeira. Abra os pães franceses e recheie com fatias de pernil, rodelas de cebola e molho vinagrete. Sirva.

DICA: Você pode servir o sanduíche no almoço, completando a refeição com uma salada fresca e frutas como sobremesa.
DICA1: Se gosta do sabor agridoce, ao montar os sanduíches, coloque uma fatia de abacaxi, combina muito bem.

 

Picanha de forno com legumes

Ingredientes:

  • 1 peça de picanha inteira (cerca de 1kg)
  • 2 dentes de alho amassados
  • 2 tabletes de caldo de picanha
  • 2 mandioquinhas cortadas em rodelas grossas
  • 2 xícaras (chá) de cenoura em rodelas grossas
  • 150 g de vagem picada
  • 2 cebolas cortadas em pétalas
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • Óleo para untar

Modo de fazer:

Em uma tigela, tempere a carne com o alho, regue com o caldo dissolvido em duas xícaras (chá) de água e deixe tomar gosto por cerca de 1 hora. Unte com óleo uma assadeira, coloque a carne com a gordura voltada para cima e regue com o tempero. Cubra com papel de alumínio e leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 30 minutos, regando de vez em quando com o suco que se forma na assadeira. Retire o papel de alumínio, acrescente a mandioquinha, a cenoura, a vagem e a cebola e deixe por mais 30 minutos, ou até que a carne esteja dourada e os legumes macios. Fatie a carne e sirva com os legumes, polvilhada com a salsa. Rendimento: 8 porções.

DICA: A picanha é uma carne muito saborosa, porém com muita gordura. Prefira carnes vermelhas magras, pois contêm menor teor de gordura e contribuem para uma alimentação equilibrada.

Berinjela recheada com arroz

Ingredientes:

  • 1 xícara (chá) de arroz cru, lavado e escorrido
  • 4 berinjelas médias
  • 4 colheres (sopa) de cebola ralada
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado
  • 1 colher (sopa) de hortelã picada
  • 250g de carne moída
  • Suco de 1 limão
  • Sal e pimenta síria a gosto

Molho:

  • 2 colheres (sopa) de óleo ou azeite
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 tomates sem sementes picados
  • 1 xícara (chá) de molho de tomate
  • 1 xícara (chá) de água
  • Sal e pimenta síria a gosto

Modo de fazer:

Deixe o arroz de molho em água por 30 minutos. Com uma faca, retire uma tampa da berinjela. Com cuidado, abra a cavidade retirando as sementes com a ajuda de uma colher. Reserve. Em uma vasilha grande, misture o arroz escorrido, a cebola, o alho, o cheiro-verde, a hortelã, a carne, o suco, sal e pimenta. Misture com as mãos e recheie a berinjela com essa mistura, apertando bem. Tampe e prenda com palitos. Para o molho, aqueça o azeite em uma panela grande e larga, em fogo médio e refogue a cebola e o alho por 3 minutos. Adicione o tomate, o molho e a água. Tempere com sal, pimenta e disponha a berinjela. Tampe e cozinhe, em fogo baixo, por 30 minutos, mexendo de vez em quando ou até o arroz amaciar e o caldo encorpar. Tampe e deixe descansar por 10 minutos. Sirva em seguida com salada de folhas, se desejar. Rendimento: 4 porções.

Fonte: Malu receitas – nº 405 – 2015 – Delícias de Berinjela

Rocambole de polenta

Ingredientes:

  • 250g de fubá pré-cozido
  • 1100 ml de água
  • 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Recheio:

  • 400g de ricota passada pela peneira
  • 100g de mussarela ralada fina
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 4 colheres (sopa) de leite
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • 1 colher (sopa) de manjericão picado
  • Sal e pimenta a gosto

Molho:

  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 2 dentes de alho picados
  • 300g de linguiça calabresa picada
  • 2 tomates sem pele e sem sementes picados
  • 1 lata de molho de tomate
  • Sal e pimenta a gosto
  • Queijo parmesão ralado a gosto

Modo de fazer:

Recheio:

Em uma tigela misture bem todos os ingredientes até formar uma pasta.

Polenta:

Em uma panela dissolva o fubá na água, misture o queijo e cozinhe no fogo brando, mexendo até engrossar e se soltar do fundo da panela. Espalhe a polenta ainda quente sobre uma assadeira de 30cm x 20cm forrada e papel manteiga. Espalhe o recheio sobre a polenta ainda quente e enrole com cuidado como um rocambole. Embrulhe em filme plástico  deixe amornar.

Molho:

Em uma panela aqueça o azeite e doure alho. Junte a linguiça e frite até dourar. Junte o tomate e refogue por três minutos. Adicione o molho de tomate, tempere com o sal e a pimenta. Em um refratário coloque o rocambole, por cima o molho e polvilhe o queijo ralado. Leve ao forno preaquecido a 220ºC durante 20 minutos. Sirva em seguida. Rendimento: 6 porções.

DICA: Substitua o molho vermelho por molho branco.

Fonte: Parte integrante da Revista Ana Maria nº 611

Bife com champignon

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de óleo
  • 500g de bifes
  • 1/2 colher (chá) de amido de milho
  • 1 envelope de MAGGI® Tempero e Sabor Carnes
  • sal a gosto
  • 3 colheres (sopa) de champignons fatiados

Modo de fazer:

Em uma frigideira grande, aqueça o óleo e doure os bifes dos dois lados, polvilhando sal a gosto. Reserve-os em local aquecido. Dissolva o amido de milho em meia xícara (chá) de água e despeje na mesma frigideira em que os bifes foram fritos. Adicione o MAGGI Tempero e Sabor e os champignons fatiados. Cozinhe por cerca de 5 minutos ou até o molho engrossar. Sirva sobre os bifes.

Carne super louca

Ingredientes:

  • 1 1/2 kg de coxão duro em peça
  • 1/2 xícara (chá) de óleo
  • 1 cubo de caldo de carne
  • 1 folha de louro
  • 2 litros de água (aproximadamente)
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Para o molho:

  • 4 colheres (sopa) de óleo
  • 2 pimentões verdes cortados em tiras
  • 1 cebola grande em tiras
  • 6 tomates picados
  • 1 pimenta dedo de moça picada
  • 1 lata pequena de extrato de tomate
  • 1 xícara (chá) de salsa picada
  • 1/2 xícara (chá) de vinagre de maça
  • 1 xícara (chá) de azeitonas verdes fatiadas
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 1 xícara (chá) de água do cozimento da carne

Modo de fazer:

Doure a carne no óleo dentro de uma panela de pressão de todos os lados. Coloque o cubo de carne, o louro, a água e cozinhe na panela de pressão por aproximadamente 45 minutos, ou até que a carne esteja bem macia, desmanchando. Retire do fogo, desfie com o auxílio de dois garfos e reserve. Para o molho, aqueça o óleo em outra panela e refogue a cbola, os pimentões e em seguida o restante dos ingredientes. Depois que tudo estiver macio, coloque um pouco da água do cozimento na quantidade que você queira. Em seguida coloque a carne dentro de um pão francês crocante e delicioso.

Ragu de costela de boi

ragu-de-costela-de-boi

 Ingredientes:

  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • suco de 1 limão
  • 4 folhas de louro
  • 1,2 kg de carne de costela de boi desosada e limpa cortada em cubos
  • 2 cebolas médias picadas
  • 4 dentes de alho esmagados ou em filetes
  • 6 tomates maduros em cubos
  • 4 cubos de caldo de costela
  • 250 ml de vinho tinto (de boa qualidade)
  • 1,2 l de água
  • 1 xícara (chá) de polpa de tomate
  • ervas a gosto (manjericão, tomilho, salsinha, cebolinha, orégano frescos)

Modo de fazer:

Lave muito bem a carne e deixar no suco de limão. Coloque o óleo em panela de pressão e sele a carne aos poucos e reserve. Depois de selar toda a carne, volte tudo pra panela e colocar a cebola e o alho. Misture e deixar refogar bastante, mexendo sempre. Quando a cebola estiver mais translúcida, coloque o 1,2 l de água fervendo, o louro e os cubos de caldo de costela. Cozinhe na pressão por 35 minutos (conte o tempo após a pressão iniciar). Desligue a panela e espere sair a pressão. Abra a panela e veja se a carne está bem macia. Ela deve desfiar fácil, com a ajuda de um garfo. Se preciso, deixar mais um pouquinho na pressão. Desfie toda a carne e volte para o caldo da panela. Junte o tomate, o vinho, e a polpa de tomate. Cozinhe com a tampa aberta, até o caldo engrossar. Coloque as ervas, mexa por 2 minutos.

DICA: Muito gostoso para comer com polenta, massa, pão, etc.
DICA1: Não use vinho tinto de segunda, pois estraga a receita.
DICA2: Para a carne não soltar água na hora de selar, frite aos poucos sem colocar nenhum sal (na receita não vai, mas a dica serve para qualquer preparo que tiver que selar a carne) e só mexa na carne para virar somente na hora que o cinza estiver chegando na parte que ficou pra cima do óleo, aí, vire delicadamente SEM FURAR com o auxílio de uma escumadeira ou uma pinça. Isso vai diminuir muito a água que a carne solta e vai manter todos os sucos dentro dela, deixando-a macia e deliciosa.
lombo-assado-rapido

Lombo Assado Rápido

lombo-assado-rapido

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de suco de laranja
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 dente de alho picado
  • 1 unidade de cebola ralada
  • 1 colher (sopa) de orégano picado
  • 1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
  • 1 kg de lombo de porco
  • 1 xícara (chá) de água
  • 1/2 xícara (chá) de maionese a base de leite

Modo de fazer:

Em uma tigela grande misture o suco de laranja, o sal, o alho, a cebola, o orégano e o cheiro-verde. Com uma faca afiada, faça furos pequenos no lombo. Coloque na tigela e tempere com a mistura reservada. Reserve por 2 horas na geladeira, virando por 3 vezes. Preaqueça o forno em temperatura média (180° C). Coloque o lombo em uma assadeira pequena (28 x 18 cm), cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 40 minutos. Retire o papel-alumínio e leve novamente ao forno por mais 30 minutos ou até dourar a superfície. Retire do forno, fatie o lombo e passe para uma travessa. Reserve. Coloque a assadeira sobre a chama do fogão, junte a água e deixe ferver por 5 minutos. Retire do fogo, passe por uma peneira e coloque em uma panela pequena. Junte a maionese e cozinhe, mexendo sempre por mais 3 minutos ou até formar um molho homogêneo. Siva em seguida sobre o lombo.

DICA: Se desejar sirva acompanhado de uma farofa de sua preferência.